Warning: fopen() [function.fopen]: php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home/plmiranda/public_html/bolsa/research.php on line 87

Warning: fopen(http://ca.finance.yahoo.com/d/quotes.csv?s=^GSPC&f=sl1d1t1c2ohgvnbaxj1jkee7c1p2pa2) [function.fopen]: failed to open stream: php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home/plmiranda/public_html/bolsa/research.php on line 87

Warning: fgetcsv() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/plmiranda/public_html/bolsa/research.php on line 94

Warning: fclose(): supplied argument is not a valid stream resource in /home/plmiranda/public_html/bolsa/research.php on line 95
S&P-500 e Nota Estratégica - Update (2010-09-20) - Clubeinvest.com
Clubeinvest.com Homepage
Indices_HP
PSI-20 5371.81 +0.19% | DAX 12202.63 -0.12% | NDX 5425.43 +0.13% | SPX 2356.11 +0.13% | EURUSD 1.3738
Registe-se ou faça Login !
Clubeinvest.com
Home Privado Fórum Acções Índices Metastock Portfolio Managers Publicações Blogs Contacto ?
Gráficos e Metastock:
Ex: EDP.LS CSCO ^NDX

Lisboa, 21 de Abril de 2019, 23:21
Disclaimer: O Clubeinvest.com informa que nenhuma da informação aqui facultada deverá alguma vez ser entendida como conselhos ou recomendações de qualquer tipo de transacção, investimento real ou estratégia, todas as publicações presentes representam apenas a opinião pessoal dos seus autores. Exclui-se, expressamente, quaisquer responsabilidades por eventuais erros nas conclusões resultantes da leitura de artigos aqui publicados e das decisões adoptadas pelos utilizadores. Para obter apoio na gestão dos seus investimentos deverá estudar exaustivamente os activos, decidir por si próprio ou recorrer a Instituições Financeiras credênciadas pela CMVM.
S&P-500 e Nota Estratégica - Update
Por: Diogo Castro (0) em 2010-09-20
Ver mais comentários do mesmo Autor
Comente este artigo ou coloque uma questão
Artigo visto 3784 vezes | Acesso Livre

Update S&P-500:

Este comentário vem na sequência dos seguintes updates anteriores:
[2010-09-13] [2010-08-03] [2010-07-01] [2010-06-23] [Referências 2010-06-09] [2010-05-26] [Capitulação ou Computação? 2010-05-06] [2010-04-06] [2010-03-08] [2010-02-12] [2010-01-24] [2010-01-21] [2010-01-12] [2009-12-27] [2009-12-17] [2009-12-13]


Embora tenha publicado um update ao SPX há cerca de uma semana, a sessão de hoje teve um impacto técnico significativo com influência na estratégia, por isso faço este update especial.

No último update escrevi o seguinte:

«Basicamente sou obrigado tecnicamente a manter um cariz Bear no SPX enquanto este mantiver um ciclo de máximos e mínimos consecutivamente inferiores, no entanto o mínimo estabelecido há umas semanas atrás nos 1039 pontos foi superior ao anterior, o que nos dá alguns pontos a favor da tese de inversão (mas que necessitam sempre e em última análise de uma confirmação com um novo máximo relativo acima de 1131 pontos).» (...) «inseri uma "zona de inversão", concretamente inseri esta zona entre os 1132 e os 1140 pontos»

O fecho de hoje nos 1142.71 pontos cria um novo máximo relativo superior ao anterior, e como tal termina o ciclo de máximos e mínimos consecutivamente inferiores que caracterizam uma tendência de baixa Primária, como se pode ver no gráfico seguinte:

S&P-500 - Ciclo de máximos e mínimos relativos: (escala semi-log)

Gráfico produzido com MetaStock™, software de Análise Técnica Profissional.

Que impacto tem isto no médio prazo?
Tem um impacto significativo, a tese de Bearmarket técnico implica a existência de máximos e mínimos consecutivamente inferiores, ao imprimir um novo máximo relativo acima do anterior já depois de ter dado um pré-sinal com um mínimo relativo superior ao anterior, o SPX invalida a tese Bear e confirma uma inversão da sua Tendência Primária para Alta. 
Em termos práticos para mim, significa que deixo de estar moderadamente pessimista como estava anteriormente para médio prazo e passo a estar optimista no médio prazo, argumento que tem obviamente impacto na minha estratégia de actuação no mercado.

Que impacto tem isto no curto prazo?
O facto da tendência primária virar para Alta não tem necessariamente impacto no curto prazo embora o padrão actual de curto prazo seja Bullish. Concretamente a História está cheia de fortes sinais de médio prazo seguidos de contra-ciclos de curto prazo mesmo que temporários, não quer dizer que isso tenha de acontecer, mas pode acontecer e neste contexto convém separar bem as time-frames em que se opera. De qualquer forma, nada melhor do estudar o gráfico de curto prazo para tecer comentários nesta time-frame.

O meu gráfico anotado de curto prazo está agora assim:

S&P-500 - Gráfico de curto prazo: (escala semi-log)

Gráfico produzido com MetaStock™, software de Análise Técnica Profissional.

Notas ao Gráfico:

- A minha anotação tendencial alterou-se para Alta Primária pelas razões explicadas atrás. Seguindo a lógica desta anotação, o SPX irá continuar tecnicamente com Alta Primária enquanto mantiver activo um ciclo de máximos e mínimos consecutivamente superiores, neste contexto o último mínimo relativo testado há umas semanas atrás foi a 1039 pontos e é esta a margem de manobra da tendência de Alta actual antes de estar em risco.

- Anotei as seguintes referências de downside: 
~1130 pontos são o "downside potencial c/p", eram a zona aproximada de resistência e passam automaticamente a suporte, havendo fortes probabilidades de serem testados no curto prazo por mero "ruído" técnico.
~1100 pontos são a zona de "downside II", representam a zona aproximada do breakout da LTD há umas sessões atrás e são uma zona onde se deu uma curta consolidação, esta zona encaro-a como "normal" de ser atingida num contexto de consolidação do actual arranque em alta (o SPX subiu quase 10% em poucas semanas).
~1090 pontos são a área que anotei de forma indicativa como "zona de perigo c/p", embora não tenham grande relevância técnica é a zona que estou a usar empiricamente para invalidar o swing de alta de curto prazo, ou pelo menos para o considerar "em perigo". 
~1065 pontos são área aproximada da nova LTA de curto prazo, representam um valor ligeiramente superior ao último mínimo relativo e por isso anotei nesta zona o "downside III", dado que seria empiricamente o limite máximo de consolidação que considero "aceitável" num contexto de Alta Primária.
~1010 pontos são a "zona de perigo m/p", zona que iria invalidar a tese primária de Alta com um novo mínimo anual (embora para efeitos práticos, a zona "downside III" deva ser a mais observada no sentido de avaliar a tendência).

- A nível de upside, anotei a zona dos ~1180 pontos como "upside potencial c/p" que correspondem aproximadamente à projecção do breakout da LTD, e coloquei uma zona de "upside II" entre os 1220 e os 1250 pontos, sendo os ~1220 a zona aproximada do máximo do ano e os 1250 pontos a projecção do range rompido hoje em alta. 

- A nível de upside poderia ainda acrescentar uma Fibonacci Projection que considera como input A o mínimo de Julho de 2009, como ponto B o máximo de 2010 e usa o mínimo do ano como ponto C, e obteríamos uma projecção teórica do próximo swing de médio prazo acima dos 1350 pontos:

S&P-500 - Fibonacci Projection: (escala semi-log)

Gráfico produzido com MetaStock™, software de Análise Técnica Profissional.

Esta projecção é obviamente uma mera conta de somar que usa o último grande swing como referência de cálculo e não deve ser vista nunca "a seco" pois para se concretizar necessita de uma conjugação de sinais que não estão ainda dados. O seu valor projectado (~1360) pressupõe implicitamente durabilidade da Tendência Primária de Alta por um prazo alargado e obviamente que não temos garantias de que da mesma forma que a Tendência Primária de Baixa foi anulada prematuramente, a de Alta não seja igualmente irregular.

Notas:
Pelas razões que indiquei, passei a estar novamente optimista de médio prazo no SPX, essencialmente pela tese tendencial. No que toca a curto prazo, o SPX tem ainda potencial de upside implicito e apesar de tudo não está excessivamente "overbought", no entanto é mais do que natural que tenha de consolidar os recentes ganhos, só que no contexto de Alta Primária vejo agora novamente como uma oportunidade de "compra" potenciais consolidações até às referências de downside.

Notas Pessoais Estratégicas não especificamente sobre o SPX:
- Fechei o Hedge de cobertura da minha carteira de posições longas na sessão de hoje. Teria sido obviamente melhor não o ter feito (é fácil este comentário à posteriori), no entanto o resultado não deixou de ser positivo e a operação cumpriu o seu propósito (dar-me cobertura e segurança num período menos "certo" do mercado), dado que a carteira de activos longos manteve-se com força relativa contra o SPX (a carteira valorizou-se mais do que a desvalorização da operação de hedge).
- Fechei a posição short de curto prazo em SPY, XLF e XHB com uma perda negligenciável, sendo que quer o XLF quer o XHB subiram menos do que o SPY durante a operação e continuam a ser sectores (Banca e Construtoras) que imagino em "underperform" contra o SPX (e que me imagino a Shortar novamente num contexto de Baixa Primária no SPX).
- Mantenho exposição em USD (Short em EURUSD) numa óptica de médio-longo prazo, sendo que considero a zona actual interessante para inicio de posicionamento (num contexto não alavancado ou pouco alavancado).
- Mantenho posicionamento Longo em alguns dos ETFs Emergentes que referi no Artigo deMercados Emergentes e Brasil, e abri novas posições recentemente em outros mercados Emergentes não mencionados ainda mas que tenciono comentar num próximo artigo (TUR, THD e INDY).
- Mantenho posicionamento longo em diversas Acções referidas no artigo de Cloud Computing e abri mesmo algumas novas posições nas últimas sessões, esta watchlist tem-se revelado muito "rica" com inúmeros Padrões de Alta Primária em fase de aceleração e com grande força relativa face ao mercado geral (recebi diversas msgs de membros do Fórum Privado que acederam ao meu pedido de sugestões de outras acções "Cloud" para incluir na lista, pelo que irei em breve fazer também um update a essa mesma lista, mas até lá mantenho um feedback positivo sobre a maior parte das acções já inclusas no artigo e nas sugeridas).
- Um membro do F.Privado perguntou-me o que acho do Ouro, nomeadamente a posicionamentos longos no seu ETF (ticker: GLD) numa óptica de médio prazo. Esta resposta merecia talvez um update especifico, mas há falta de tempo deixo um pequeno comentário: o Ouro está num Bullmarket de longa duração há quase 10 anos, e que para alguns assumiu a forma de "bolha". É impossível dizer-se mal do Ouro num contexto técnico de curto, médio ou longo prazo, no entanto eu pessoalmente não tenho o mesmo interesse que tinha há uns tempos atrás, negociei grande parte deste Bullmarket quer no seu ETF quer em empresas do sector ao longo da última década, e independentemente da AT, não consigo olhar para o Ouro agora nos 1280$ da mesma forma que olhava a 800$, ou a 600$ ou a 300$ há uns anos atrás. No contexto dos metais e numa perspectiva de médio prazo, vejo por exemplo com mais interesse a Prata ou o seu ETF (ticker: SLV). 

Bons Negócios,

Diogo Castro
www.clubeinvest.com
  

Nota: os comentários apresentados são meramente artigos de opinião do autor, não devendo em nenhuma circunstância ser entendidos como recomendações de compra, de venda, de sugestão estratégica ou de aconselhamento financeiro.

Comente este artigo ou coloque uma questão 3784 euros
Disclaimer: O Clubeinvest.com informa que nenhuma da informação aqui facultada deverá alguma vez ser entendida como conselhos ou recomendações de qualquer tipo de transacção, investimento real ou estratégia, todas as publicações presentes representam apenas a opinião pessoal dos seus autores. Exclui-se, expressamente, quaisquer responsabilidades por eventuais erros nas conclusões resultantes da leitura de artigos aqui publicados e das decisões adoptadas pelos utilizadores. Para obter apoio na gestão dos seus investimentos deverá estudar exaustivamente os activos, decidir por si próprio ou recorrer a Instituições Financeiras credênciadas pela CMVM.
[]
Cotação: ()
Max-Min 52 Semanas: -
[Metastock, Gráficos e Notícias]
Capitalização Bolsista:
EPS [EPS-est]: [e]
PER [PER-est]: N/A [N/Ae]

Gráfico de intraday:
Últimos Artigos Publicados:
Cannot connect to the database server